Prefeitura de SP promete cartão-alimentação a todos os alunos da rede municipal

Por Metro Jornal com Agência Brasil

Em anúncio desta quinta-feira (30), o prefeito da capital paulista Bruno Covas (PSDB) afirmou que deverá estender o benefício do cartão-alimentação a todos os estudantes da rede pública municipal. Os cartões disponibilizam entre R$ 101 e R$ 55 reais para estudantes durante a pandemia do novo coronavírus.

Atualmente, cerca de 600 mil dos 960 mil matriculados em escolas municipais estão inscritos para receber o benefício. Para solicitá-lo, é necessário cadastrar-se na página da Secretaria Municipal de Educação; alunos não serão inscritos automaticamente no programa.

LEIA MAIS:
Sem atendimento presencial, INSS acumula 170 mil processos parados em SP
Butantan faz testagem gratuita para identificar assintomáticos com covid-19

O cartão é enviado mensalmente às residências, e seu valor diminui a cada nível de ensino. Para matriculados em Centros de Educação Infantil, ele chega até R$ 101; para o ensino fundamental, cai para R$ 55. O benefício custa cerca de R$ 203 milhões anuais à Prefeitura paulistana.

Covas afirma que a medida é parte de uma "série de ações", desenvolvidas pela Prefeitura, "grande parte em parceria com outras entidades, para atender a população mais necessitada". O prefeito ainda aponta que a pandemia escancarou ainda mais a desigualdade social presente em São Paulo.

Outros auxílios prometidos pela Prefeitura incluem distribuição de alimentos e cestas básicas em favelas, cortiços e outras comunidades com moradias precárias. Balanço do governo municipal afirma que, durante a pandemia, 1,6 milhão de cestas básicas foram distribuídas em 1,2 mil pontos da cidade, assim como 798,4 mil kits de higiene.

Loading...
Revisa el siguiente artículo