Viagens internacionais devem recomeçar em breve, afirma OMS

Por Metro Jornal

Apesar de considerar a pandemia de covid-19 como a maior emergência global de saúde já enfrentada, a OMS (Organização Mundial da Saúde) não aconselha que as proibições de viagens internacionais durem por muito mais tempo.

Em comunicado a imprensa, o chefe de programas de emergências da organização, Mike Ryan, afirmou que as fronteiras fechadas prejudicam que economias retomem suas atividades e que o comércio  recomece após longa pausa em virtude da quarentena.

“Será quase impossível para que países individuais mantenham suas fronteiras fechadas em um futuro previsível. As economias têm que se abrir, as pessoas têm que trabalhar, o comércio tem que recomeçar”. E completa: “Quanto mais entendemos a doença, quando mais colocamos um microscópio no vírus, mais precisos conseguimos ser na remoção cirúrgica dele das comunidades”.

À medida em que o verão europeu causa repique de casos na região e o número de infectados a cada 100 mil habitantes aumenta, países retomam medidas de restrição para viagens que anteriormente estavam afrouxadas entre os países europeus.

Durante o final de semana, o Reino Unido retomou  a quarentena obrigatória de 14 dias para viajantes com origem da Espanha. Ontem, um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores disse que os britânicos devem evitar todas as viagens não essenciais ao país na península Ibérica.

O Reino Unido também monitora o número de infectados na França e Alemanha e estuda adicionar medidas mais restritivas para turistas vindos destes países.

Em protocolo semelhante ao adotado pela China, a Alemanha estuda exigir exame de detecção de covid-19 de turistas que estão retornando de viagem de 130 países considerados de “alto risco”. Entre eles estão Brasil, Turquia, Estados Unidos e Egito.

De acordo com índices divulgados pelo EDCD (Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças), os casos na Europa estão em alta, apesar de relativamente baixos. No início do mês a Espanha registrava 10,6 casos para cada 100 mil infectados. Hoje este índice está em 39,44.   

Loading...
Revisa el siguiente artículo