Brasil perdeu mais de 1 milhão de vagas de emprego no primeiro semestre de 2020

Por Metro Jornal com Band News FM

Em relatório divulgado pelo Ministério da Economia nesta terça-feira (28), o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados revelou uma perda de quase 1,2 milhão de postos de trabalho no primeiro semestre de 2020.

Este é o pior resultado da série histórica da pasta, iniciada em 2010. O saldo negativo de vagas é de 1.198.363; no mesmo semestre em 2019, haviam sido criadas 408,5 mil vagas.

LEIA MAIS:
Secretário de Transportes admite atraso em pagamentos no Metrô de São Paulo
Vacina alemã da Pfizer inicia fase final de desenvolvimento; Brasil participará de testes

O saldo é calculado através da diferença entre contratações e demissões. Desde janeiro, foram registradas 6,7 milhões de demissões e 7,9 milhões de desligamentos.

O crescimento do desemprego vêm desacelerando, mas ainda configura resultado preocupante para a economia e a vida de milhões de brasileiros. Em maio, 350 mil postos de trabalho formal foram extintos; em junho, o número caiu para 10 mil.

Os dados podem ser atribuídos, em parte, ao impacto da pandemia do novo coronavírus. O alto risco de contágio em locais cheios ou fechados, assim como as medidas de isolamento social, tomadas de acordo com orientações de autoridades de saúde, diminuíram a circulação de pessoas e o consumo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo