Denúncia de violência contra idosos aumentou 374% durante pandemia

Por Metro Jornal com BandNews FM

Levantamento divulgado pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos nesta semana revela que, desde março, o número de denúncias de violência contra idosos aumentou 347%. As informações são da Gabrielle Guimarães, da Rádio Bandeirantes.

O relatório aponta que em março houve 309 casos e em junho, 1.465. O grupo mais afetado é o de mulheres entre 70 e 79 anos.

LEIA MAIS:
Previsão do tempo: 29ºC com sol nesta terça em São Paulo
Transfusão de plasma sanguíneo reduz mortalidade da covid-19, diz estudo

São Paulo lidera o ranking de Estados com mais registros, seguido por Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Os principais tipos são de violência física, psicológica e de negligência, que é quando a pessoa em situação de vulnerabilidade é desprezada. Na maioria dos casos, a vítima tem dificuldades em relatar as agressões.

Denúncia de casos suspeitos
De acordo com o secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Antônio Costa, o aumento tem relação direta com o isolamento social.

Qualquer pessoa pode denunciar casos suspeitos pelo "Disque 100", ou seja, ligando gratuitamente para o número 100 pelo telefone.

Loading...
Revisa el siguiente artículo