Com estoque crítico, hemocentro do Hospital SP precisa de doações de sangue

Por Estadão Conteúdo

Os estoques do hemocentro do Hospital São Paulo, hospital universitário da Unifesp, estão em situação crítica. Para reabastecer os bancos, são necessários todos os tipos de sangue, em especial o "O" negativo.

Normalmente, em julho, por causa do inverno e das férias escolares, as pessoas deixam de fazer as doações de sangue. Com a pandemia do novo coronavírus, esse problema se agravou. No entanto, os hemocentros estão fazendo coleta de forma segura.

Veja também:
São Paulo tem taxa de mortalidade por covid-19 de 4,44%; veja balanço de segunda
Vacina do Instituto Butantan deve ser distribuída em janeiro, diz Doria

Para doar, é necessário ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, estar em boas condições de saúde e alimentado. Não devem doar temporariamente pessoas com sintomas de gripe ou resfriado

Para preservar a saúde dos doadores diante da pandemia, os atendimentos estão sendo previamente agendados. No caso do hemocentro do Hospital São Paulo, da Unifesp, as doações são marcadas das 8h às 17h30, de segunda a sexta-feira, pelo telefone (11) 5576-4240.

Já a coleta de sangue funciona das 8h às 12h30, de segunda a sábado, na Vila Clementino, na zona sul de São Paulo. Há outras regiões com locais de coleta, nos hospitais gerais de Pirajussara, Guarulhos e Diadema.

Outros locais de coleta

– Hospital Geral de Pirajussara. Av. Ibirama, 1214 – Jd. são Judas

– Hospital Geral de Guarulhos. Alameda do Lírios, 200 – Parque CECAP

– Hospital Geral de Diadema.Av. José Bonifácio, 1641 – Serraria.

Loading...
Revisa el siguiente artículo