Obesidade, rugas, postura péssima: boneca projeta futuro de trabalhadores remotos

Por Metro Jornal

A quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus forçou muitos a trabalhar de casa, o que leva as pessoas a criarem hábitos e costumes diferentes. Os horários de café da manhã, almoço e jantar podem ficar embaralhados, assim como o do banho, da faxina e até a hora de dormir. Com essa nova rotina de trabalho, fica cada vez mais difícil encontrar um equilíbrio para não prejudicar a saúde.

Jolie Goodman, da Fundação de Saúde Mental do Reino Unido, afirmou ao portal BBC News que pode ser útil que todos encarem esse período como um tempo diferente em suas vidas. “Quarentena significa um ritmo de vida diferente, uma oportunidade de entrar em contato com os outros de maneiras distintas do habitual”, afirma Jolie.

E justamente por ter essa “opção” de ritmo diferente, as pessoas podem acabar se perdendo nos cuidados físicos e mentais.

Por isso, o mecanismo de busca de emprego chamado DirectlyApply decidiu criar a Susan, uma representação realista das repercussões que o lockdown poderia ter em nossa mente e corpo.

De acordo com a companhia, a boneca mostra como os teletrabalhadores poderiam parecer nos próximos 25 anos se não mudarem seus hábitos dentro de casa durante o home office.

Algumas das doenças de Susan

Pescoço tecnológico
Trabalhar a partir de um dispositivo como um telefone ou notebook pode contribuir para a tensão no pescoço, aumento da dor nas costas e tendões mais curtos

Postura pobre
A falta de exercício físico e muito tempo gasto com má postura na frente da tela pode resultar em um pescoço hiperestendido, ombros arredondados e uma corcunda que começará a se desenvolver com o tempo

Obesidade
Longos períodos de permanência no interior, lanches constantes e falta de exercício físico podem levar ao excesso de gordura corporal acumulada

Olheiras
Olhar para várias telas enquanto trabalha o dia todo pode causar círculos escuros proeminentes na pele sob os olhos, deixando você cansado e abatido

Síndrome da visão computacional

Olhar as telas o dia todo também pode causar tensão ocular digital ou síndrome da visão por computador. Isso resulta em olhos secos, inflamados e injetados com sangue, além de irritação ocular, vermelhidão e visão turva. Com o tempo, também pode afetar negativamente a visão

Pele pálida e sem brilho
A falta de vitamina D e B-12 devido à exposição reduzida à luz solar pode resultar em pele com aparência pálida, sem brilho e desnutrida

Perda de cabelo
A vitamina D é absorvida principalmente pela exposição ao sol; portanto, trabalhar em ambientes fechados pode causar perda de cabelo, enquanto o novo crescimento pode ser significativamente prejudicado

Aumento de rugas

As rugas são uma parte natural do envelhecimento, no entanto, hábitos como apertar os olhos durante uma tela o dia todo podem aumentar o aparecimento de linhas prematuras que se formam sob a superfície da pele, levando a rugas, pés de galinha ou linhas de expressão

Estirpe de digitação repetitiva
Pode levar a lesões por esforço repetitivo nas mãos e pulsos, que pioram significativamente e resultam em má postura em outras partes do corpo com o passar do tempo

Estresse
Nenhum contato humano por longos períodos pode levar a níveis mais altos do hormônio do estresse cortisol, que aumenta a pressão sanguínea e tem efeitos prejudiciais à saúde física

Do que Susan está sofrendo?
A DirectlyApply trabalhou em conjunto com uma equipe de psicólogos e especialistas em condicionamento físico para determinar os efeitos que o trabalho remoto poderia ter. Assim, Susan sofre de obesidade, estresse, aumento de rugas, pescoço tecnológico, perda de cabelo, síndrome da visão computacional, má postura, olheiras…

Loading...
Revisa el siguiente artículo