Plataforma do Ministério Público divulga cartas e lembranças em homenagem a vítimas da covid-19

Por Band.com.br

O Ministério Público do Estado de São Paulo criou um memorial em homenagem às vítimas do coronavírus. Uma plataforma, online, disponibiliza que familiares escrevam uma carta aos entes queridos que morreram pela Covid-19. As informações são do repórter Lucas Jozino, da Rádio Bandeirantes.

A cápsula do tempo, como o acervo é chamado, terá lembranças e despedidas aos mortos e vai preencher um documento histórico.

A ideia do projeto é que os registros sejam impressos e divulgados em um monumento – o MP fez uma solicitação à Secretaria do Verde e do Meio Ambiente para que o tributo seja feito no Parque Ibirapuera.

De acordo com a promotora Celeste dos Santos, uma das responsáveis pelo memorial, a intenção é montar um Ipê Branco, artificial, uma árvore que representa a vida, enterrar as cápsulas do tempo e mostrar fotos das vítimas.

Celeste afirma que o objetivo é alertar os vivos e honrar os mortos. "Não podemos esquecer os que se foram. O projeto é uma homenagem, acima de tudo, e também com o propósito de chamar a atenção da sociedade para que haja mais cuidado”, disse.

A plataforma também tem um espaço chamado de diário da pandemia que prevê criar um raio-x dos locais onde os infectados moram.

Segundo a promotora, políticas públicas deverão ser pensadas a partir da identificação das vítimas. "Daqui a alguns meses, algo deverá ser feito para auxiliar no pós-pandemia, o diagnóstico vai servir para saber o que fazer onde mais precisa de ajuda".

O memorial aos mortos e o diário da pandemia fazem parte do trabalho feito pelo setor de Acolhimento de Vítimas, Análise e Resolução de Conflitos, um núcleo do Ministério Público de São Paulo. A plataforma já está funcionando e pode ser acessada pelo site.

Loading...
Revisa el siguiente artículo