Uso de vale refeição migra de bairros comerciais para residenciais em São Paulo

Por Metro Jornal

Levantamento realizado pela empresa de vale refeição Sodexo mostra aumento do consumo em restaurantes de bairro durante a quarentena e redução nas áreas empresariais.

Entre abril e junho, a pesquisa indica que houve, em média, alta de 34,5% no consumo entre os principais restaurantes de bairros residenciais da capital paulista. Já entre os de bairros comerciais, houve, em média, uma queda de 77,1% no consumo.

Em regiões como a Vila Olímpia, por exemplo, a redução alcança 89%. Para  o vice-presidente de marketing estratégico na Sodexo, Fernando Cosenza, os dados mostram os efeitos do home office. “Além da migração do consumo, nós observamos com os dados que as pessoas não deixaram de comer fora. Muita gente está trabalhando mais e não tem tempo de cozinhar, lavar louça, nem fazer uma hora de intervalo.”

Cosenza afirma que a mudança vai trazer também aquecimento do mercado de restaurantes em regiões mais periféricas, já que o trabalho remoto deve ser adotado por mais tempo. “Muitas vezes são estabelecimentos familiares que vão poder crescer.”

Variação do uso do vale refeição nos bairros

Onde houve alta

• Vila Mascote: +67%
• Jardim Peri Peri: +60%
• Arthur Alvim: +39%
• Água Fria: +24%
• Vila Carrão: +12%
• Freguesia do Ó: +5%

Onde houve redução

• Vila Olímpia: -89%
• Itaim Bibi: -82%
• Centro: -81%
• Bela Vista: -77%
• Consolação: -77%
• Pinheiros: -76%

Loading...
Revisa el siguiente artículo