SP terá mais de 3 mil câmeras para monitorar ações de policiais militares

Por Metro Jornal

O governo de São Paulo fará um edital para a contratação de 2,5 mil câmeras portáteis para uso pela PM (Polícia Militar). A medida, parte do programa Olho Vivo, visa preservar a atuação dos policiais e os direitos dos cidadãos, após diversos flagrantes nos últimos meses de abuso de autoridade.

Veja também:
Quinta terá sol e calor em São Paulo; veja previsão do tempo
Previsão de vacina para 2020 ‘não é realista’, diz OMS

O sistema também pode captar imagens que serão usadas como provas judiciais. Segundo o governador João Doria (PSDB), em coletiva nesta quarta-feira (22), o investimento anual estimado para o projeto é de R$ 7 milhões. “A iniciativa vai, sim, reduzir muito o nível de violência de poucos policiais que cometem excessos. Nós vamos preservar a maioria expressiva da PM, que cumpre seu dever e sua obrigação de forma exemplar", afirmou.

O edital será publicado na edição desta quinta-feira (23) do Diário Oficial do Estado. Outras 585 câmeras já compradas pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) começam a ser utilizadas em agosto. O equipamento, capaz de captar som e imagem, será acoplado nos uniformes dos policiais e será acionado em abordagens, fiscalizações, buscas, varreduras, acidentes e demais interações com os cidadãos. O conteúdo gravado pode ser acessado remotamente por autoridades judiciais e de segurança.

Programa Olho Vivo - Câmeras policiais Divulgação/Governo SP
Loading...
Revisa el siguiente artículo