Pré-candidato do Novo à Prefeitura de São Paulo quer ser 'representante da direita'

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

O vencedor do processo seletivo interno do Partido Novo, Filipe Sabará, é o atual pré-candidato às eleições municipais de São Paulo. Ao jornal Estadão, nesta segunda-feira (20), o político diz querer ser o "representante da direita" nas eleições.

Ex-secretário de Assistência e Desenvolvimento Social da gestão João Doria (PSDB) na prefeitura paulistana, Sabará ganhou cargo do atual governador do Estado na presidência do Fundo Social de SP, órgão filantrópico de gestão estadual.

LEIA MAIS:
Pesquisa XP mostra aprovação a Bolsonaro em alta, mas ainda inferior à reprovação
Mais paulistanos ficaram sem moradia durante pandemia, diz Prefeitura

No entanto, o pré-candidato virou-se contra o mestre, e agora visa se aliar ao presidente Jair Bolsonaro para conquistar o voto de seus apoiadores.

Sabará opina que Doria "traiu a direita", e afirma que o desempenho do tucano na gestão da pandemia foi inferior à atuação de Bolsonaro.

Alinhamento parecido é o de Andrea Matarazzo, que trocou o PSDB para ser pré-candidato pelo PSD e se aproximou do presidente ainda antes da pandemia.

Matarazzo também disputa a vaga de "representante" de Bolsonaro na corrida pela Prefeitura de São Paulo.

Os demais possíveis candidatos na disputa paulistana no campo da direita – como Joice Hasselmann (PSL), Arthur Mamãe Falei (Patriotas) e Celso Russomanno (Republicanos) – não têm alinhamento ou se declaram como oposição a Bolsonaro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo