Lei seca: Com aumento de casos de covid-19, Rio Preto restringe venda de álcool

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

A prefeitura de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, publicou nesta quinta-feira (16), decreto com a proibição de venda de bebidas alcoólicas em todo o comércio no município. A medida vem após um aumento expressivo no número de casos do novo coronavírus no município.

A região está incluída na fase laranja do Plano São Paulo de reabertura econômica. No entanto, Rio Preto, que tem 461 mil habitantes, ultrapassou a marca de 5 mil casos e registrou oito mortes em um único dia.

Vale - Branded content - julho/2020

A  "lei seca" vigora entre 20h e 6h da manhã de segunda a sexta-feira e durante as 24 horas aos sábados e domingos. O decreto restringiu também o funcionamento de hipermercados e supermercados aos sábados e domingos nesta e na próxima semana. O drive-thru também foi proibido, podendo funcionar o serviço de delivery, mas não para bebidas.

Levantamento do Sindicato dos Hospitais do Estado de São Paulo (Sindhosp) mostrou que as vagas de UTI destinadas para covid-19 da Santa Casa de Rio Preto estava com 91% de ocupação e a do Hospital de Base, com 87% dos leitos ocupados. Hospitais da região, como a Santa Casa de Votuporanga (97%) e o Hospital de Jaci (71%) também têm taxas de ocupação elevadas.

Com 216 novos casos nas últimas 24 horas, Rio Preto chegou a 5 258 pessoas contaminadas pelo coronavírus. Com oito óbitos registrados no mesmo período, a cidade já totaliza 154 mortes desde o início da pandemia.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo