Sem merenda escolar ou cestas básicas, crianças podem passar fome no Rio de Janeiro

Por Metro Jornal com Bora Brasil

Crianças do Rio de Janeiro podem chegar a passar fome por conta da ausência da merenda servida nas escolas municipais.

Com as aulas interrompidas e as instituições fechadas durante a pandemia do novo coronavírus, famílias alegam não ter recebido qualquer ajuda da Prefeitura. As informações são do Alexandre Tortoriello, no Bora Brasil.

LEIA MAIS:
Senadores criticam vetos de Bolsonaro ao novo marco do saneamento
Quase 70% das famílias de presos estão sem notícias em São Paulo

Moradora do conjunto de favelas da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro, Suzana Farias perdeu o emprego durante o isolamento social e tem comida para apenas mais 20 dias. Ela conta que sua família tem se virado como pode.

“A gente tem amigos que já receberam e doam cestas básicas para a gente, entendeu?", conta a chefe da família. "Chegou o momento de eu não ter dinheiro para comprar bananas”, contou a chefe da família.

A Prefeitura do Rio prometeu entregar cestas básicas para as famílias, mas a ajuda nunca chegou para metade destes núcleos.

De acordo com uma pesquisa feita pela Defensoria Pública Estadual que consultou 2.500 famílias, cerca de 1.200 afirmaram que não receberam qualquer apoio das escolas.

Ainda sem previsão para o retorno das atividades escolares no Rio de Janeiro, e sem amparo do governo municipal, a situação não tem data para terminar.

Vale - Branded content - julho/2020
Loading...
Revisa el siguiente artículo