Ex-presidente da Câmara, Severino Cavalcanti morre aos 89 anos

Por Metro Jornal

O político Severino Cavalcanti morreu na madrugada desta quarta-feira (15), aos 89 anos, enquanto dormia em sua casa em Recife (PE). Segundo a família, ele tinha problemas cardíacos e usava marcapasso.

Cavalcanti foi presidente da Câmara dos Deputados por sete meses em 2005, mas renunciou ao cargo para evitar um processo de cassação. Ele foi acusado de receber propina do dono de um restaurante no Congresso Nacional, em episódio conhecido como “mensalinho”.

Veja também:
Eleições 2020: biometria não deve ser usada para identificar eleitores
Com restrições, Câmara Municipal de São Paulo reabre ao público nesta quarta

Vale - Branded content - julho/2020

Em sua longa trajetória política, Severino Cavalcanti cumpriu três mandatos na Câmara, sendo antes deputado estadual de Pernambuco por quase 30 anos. Também foi prefeito de João Alfredo, sua cidade natal, por duas vezes, de 1964 a 1966 e de 2009 a 2012. Neste ano, teve a candidatura a reeleição impugnada com base na Lei da Ficha Limpa.

O corpo do político será sepultado na tarde desta quarta, em João Alfredo. Para evitar aglomerações, não será realizado um velório. Cavalcanti deixa a esposa, três filhos, seis netos e dois bisnetos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo