América Latina já é segunda mais afetada pela covid-19

Por Metro Jornal

Depois de ultrapassar os índices da América do Norte (Estados Unidos e Canadá),  a América Latina e Caribe tornaram-se na segunda-feira (13) a segunda região com maior número de mortos por covid-19 no mundo – logo depois da Europa – e contabiliza ao menos 145 mil vítimas da doença. Os dados fazem parte de levantamento da Universidade Johns Hopkins, dos EUA. O continente europeu, primeiro colocado no ranking, registrou, até o momento, pelo menos 202 mil vítimas causadas pelo vírus Sars-Cov-2.

No início deste mês, a América Latina já havia ultrapassado o continente europeu em número total de infectados pela covid-19 e atualmente ocupa a primeira posição do ranking. A OMS (Organização Mundial da Saúde) pede atenção e diz que pandemia ainda não atingiu o pico na região.

Vale - Branded content - julho/2020

Dados sobre pobreza

Em relatório divulgado ontem por cinco agências da ONU (Organização das Nações Unidas), entidades alertaram que, apesar de existir uma produção alimentar capaz de satisfazer toda a população mundial (7,8 bilhões de pessoas), cerca de 47 milhões passaram fome na região da América Latina e Caribe ano passado.

O índice, todavia, deve aumentar neste ano em virtude da pandemia. A previsão é de que a quantidade de pessoas passando fome nos países cresça de 83 milhões até 132 milhões.

Agências atribuem a baixa oferta de alimentos a falta de acesso à renda e conflitos internos.

Segundo José Ángel Gurría, secretário-geral da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), a pandemia fez com que o desemprego, pobreza extrema e informalidade ficassem ainda mais expostos com o distanciamento social e desaceleração econômica.

Gurría também afirma que pode haver neste ano um acréscimo de 18 milhões de latino-americanos vivendo na pobreza e de 16 milhões na pobreza extrema.

Loading...
Revisa el siguiente artículo