Coordenadora do Inpe que monitorava desmatamento na Amazônia é exonerada

Por Metro Jornal com Band News FM

A coordenadora-geral de Observação da Terra, Lubia Vinhas, foi exonerada do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A demissão de Vinhas foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (13), assinada pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

LEIA MAIS:
Rússia anuncia sucesso em testes clínicos para vacina de covid-19
Dólar reage a restrição do comércio nos EUA e tem alta nesta segunda

Ela era a pesquisadora responsável pelo trabalho de monitoramento da devastação florestal na região amazônica via sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real, o Deter.

A demissão acontece uma semana após o órgão divulgar um aumento expressivo do desmatamento na Amazônia. Em entrevista à TV Globo, a pesquisadora diz não saber o motivo de sua exoneração.

Em nota publicada ainda nesta segunda, o instituto afirma que a cientista será remanejada para o cargo de "Chefe da Divisão de Projeto Estratégico", onde cuidará da implementação de uma "nova Base de Informações Georreferenciadas", encomendada por Marcos Pontes.

O texto ainda diz que "as atividades associadas ao monitoramento do desmatamento da Amazônia, bem como as demais atividades operacionais do Instituto continuarão sendo realizadas e tendo como premissas os critérios técnicos e científicos de praxe."

Vale - Branded content - julho/2020
Loading...
Revisa el siguiente artículo