Plano São Paulo estuda liberar cinemas e teatros a partir da fase amarela

Por Metro Jornal

Os cinemas, teatros e salas de espetáculo do estado de São Paulo podem ser incluídos na fase amarela do Plano São Paulo, de reabertura gradual da economia. Os espaços estão fechados desde março, com o avanço da pandemia de covid-19.

Até o momento, esses espaços culturais só podem reabrir na fase azul, a quinta, última e mais permissiva do plano. A gestão João Doria (PSDB), porém, discute antecipar a retomada aos municípios que chegarem no terceiro estágio – esse anúncio pode ocorrer nesta sexta (3). As regras de funcionamento, porém, ainda devem ser discutidas e definidas com representantes dos setores.

Veja também:
Dólar fecha a R$ 5,34 com clima de incerteza sobre China e coronavírus
Com novo recorde diário, São Paulo bate 300 mil casos de covid-19

Na última atualização, apenas a capital paulista e duas regiões da Grande São Paulo – ABC Paulista e região sudoeste – foram classificadas na fase amarela. Na cidade de São Paulo, a prefeitura preferiu esperar mais uma semana antes de fazer valer as possibilidades da terceira etapa de reabertura.

A fase amarela do Plano São Paulo já permite a reabertura de salões de beleza, barbearias, bares e restaurantes. Também reduz as restrições de shoppings, comércio de rua, concessionárias, imobiliárias e escritórios – já autorizados a funcionar na fase laranja.

Plano São Paulo - 26 de junho - fase amarela Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Loading...
Revisa el siguiente artículo