Bolsonaro diz que pode definir novo nome para o MEC ainda nesta quinta

Por Metro Jornal

Retomada a rotina de conversar com seus apoiadores que se reúnem na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou na manhã desta quinta-feira (2) que pode definir o novo nome para o comando do Ministério da Educação até o fim do dia.

"A educação no Brasil está horrível", chegou a dizer o presidente que terá, em um ano e meio de mandato, o quarto ministro da Educação depois que o anterior, Carlos Alberto Decotelli da Silva, nem chegou a tomar posse depois que foi descoberto uma série de inverdades em seu currículo. Ele ficou apenas cinco dias no cargo e entregou sua carta de demissão na última terça-feira (30).

O ministro anterior, Abraham Weintraub, foi demitido após um ano e dois meses de muitas polêmicas à frente do MEC. Sua situação ficou complicada depois que o vídeo de uma reunião interministerial do dia 22 de abril vir à tona. Nela, Weintraub se referia aos ministros do Supremo Tribunal Federal como "vagabundos".

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo