'Ciclone bomba' deixa sete mortos e estragos em várias cidades do Sul

Por Publimetro com BandNews FM

O “ciclone bomba” já deixou sete mortos no sul do país, além de estragos em várias cidades. Em Santa Catarina são seis vítimas, sendo três em Tijucas, uma em Ilhota, uma em Chapecó e outra em Santo Amaro da Imperatriz.

No estado, as rajadas de vento chegaram a 120 km/h, causando destelhamentos, quedas de árvores e outros problemas na infraestrutura das cidades. Segundo a Defesa Civil, ao menos um 1,4 milhão de pessoas ficaram sem luz. Lonas foram distribuídas pelas autoridades nas 83 cidades foram atingidas pelo fenômeno em Santa Catarina.

Veja também:
Brasil limita entrada de estrangeiros no país no mês de julho
OMS diz que pandemia pode estar longe do fim

Já no Rio Grande do Sul, um homem de 53 anos morreu soterrado em um deslizamento de terra provocado pelo temporal decorrente do fenômeno em Nova Prata, na Serra Gaúcha. Há registros de danos à infraestrutura das cidades, principalmente destelhamentos e quedas de árvores, mas até o momento ninguém ficou desabrigado.

De acordo com o Metroclima (Serviço de Meteorologia da Prefeitura de Porto Alegre), as rajadas de vento atingiram a marca dos 85 km/h na estação do Aeroporto Internacional Salgado Filho. Ao menos 740 mil pessoas estão sem luz, sendo 295 mil delas em Porto Alegre e região metropolitana.

Loading...
Revisa el siguiente artículo