Prisão de Oswaldo Eustáquio é prorrogada por mais cinco dias

Militante bolsonarista é investigado em inquérito que apura organização de atos antidemocráticos

Por Publimetro com BandNews FM

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, prorrogou por cinco dias a prisão temporária do jornalista e militante bolsonarista Oswaldo Eustáquio. Na decisão, Moraes afirmou que, após o prazo, o comunicador deve ser colocado imediatamente em liberdade.

A pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), atendido pelo ministro do STF, Eustáquio permanece detido em cela separada. A renovação da prisão temporária, segundo Moraes, é necessária para o bom andamento das investigações policiais.

Veja também:
Entregadores de aplicativos prometem greve geral nesta quarta
São Paulo tem aumento de 615 mil passageiros no Metrô, CPTM e EMTU

O bolsonarista foi preso na sexta-feira pela Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai. A suspeita era de que ele planejava fugir para o país vizinho – o militante é investigado no inquérito que apura a organização e o financiamento de atos antidemocráticos.

A defesa de Eustáquio, porém, afirma não saber a razão da prisão do militante, já que o caso tramita em sigilo no STF e eles não tiveram acesso ao processo. O Supremo não quis comentar o caso.

Loading...
Revisa el siguiente artículo