Vaticano pede que classes altas doem 10% do salário aos mais afetados pela pandemia

Por Metro Jornal com Ansa

O vigário-geral do papa Francisco, cardeal Angelo de Donatis, sugeriu uma forma de ajudar pessoas mais afetadas pela crise econômica e de saúde da pandemia.

O religioso propôs que aqueles cuja renda não foi significativamente afetada pela crise doem 10% de seus salários para os mais necessitados. O apelo foi feito em reunião com padres paroquiais e pastorais.

LEIA MAIS:
Interior de SP supera capital em mortes por covid-19
Estado de São Paulo supera Itália em total de casos de covid-19

De Donatis chama a atitude de "solidariedade econômica real e concreta" com as famílias em dificuldade, que podem ter caído na "pobreza econômica e material" após a chegada da covid-19.

"Muitas delas correm o risco de perder o emprego, então precisamos criar uma mentalidade de compartilhamento, mas que não compartilha o supérfluo, e sim o necessário", diz.

O próprio vigário, apontado como possível sucessor de Jorge Bergoglio no mais alto posto da Igreja Católica, foi diagnosticado com o novo coronavírus no fim de março, passando um período internado no Hospital Universitário da Fundação Agostino Gemelli.

Loading...
Revisa el siguiente artículo