SPTrans reduz frota de ônibus de São Paulo em quase 9% nesta quinta

Por Metro Jornal

A SPTrans, autarquia responsável pelo transporte municipal da capital paulista, diminui a frota de ônibus da cidade em 8,39% a partir desta quinta-feira (25). Com isso, circulam em São Paulo 10.791 ônibus, que corresponde a 84% do total antes da pandemia de covid-19.

No total, 442 linhas de São Paulo foram afetadas pela redução da frota de ônibus feita pela prefeitura. A empresa, porém, garante que nenhuma linha será encerrada.

A medida interrompe uma sequência de aumentos no número de veículos nas ruas para atender a demanda de passageiros – que cresceu com a flexibilização da quarentena e a reabertura parcial de comércios de rua, shoppings e escritórios. A empresa afirma, porém, que o número de passageiros segue baixo, sendo média diária de 1,3 milhão dos 3,3 milhões que circulavam antes da pandemia.

Veja também:
Especialistas dizem que nuvem de gafanhotos será menos prejudicial ao Brasil
9,7 mi de trabalhadores brasileiros ficam sem remuneração durante pandemia

A frota de ônibus atual vai priorizar o atendimento em bairros mais afastados do centro. De acordo com a Secretaria Municipal dos Transportes, a redução de coletivos também considera a sustentabilidade do sistema. A SPTrans vai monitorar as linhas para alterações, se necessário.

Para o Sindmotoristas (sindicato de motoristas e cobradores da capital paulista), o posicionamento da prefeitura contraria uma demanda dos trabalhadores, que pedem 100% da frota para minimizar a superlotação no transporte público e reduzir o risco de contágio da covid-19. Nas últimas semanas, foram feitos diversos flagrantes de ônibus circulando cheios, gerando aglomeração.

Loading...
Revisa el siguiente artículo