Operação mira quadrilha que desviou R$ 9 milhões da saúde do Rio

Por Amanda Martins - BandNews FM

O MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) realiza nesta quinta-feira (25) uma operação contra uma quadrilha que desviou mais de R$ 9 milhões dos cofres públicos estaduais entre 2012 e 2019.

A operação Pagão cumpre sete mandados de prisão e 14 de busca e apreensão contra 12 pessoas acusadas de organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. Eles fazem parte de uma organização social de saúde, chamada Instituto dos Lagos Rio.

Veja também:
118 brasileiros aguardam repatriação no Peru há três meses
Especialistas dizem que nuvem de gafanhotos será menos prejudicial ao Brasil

Mandados são cumpridos na capital fluminense, em Petrópolis, Itaboraí, na capital paulista e em Barueri. De acordo com o MPRJ, o instituto recebeu mais de R$ 649 milhões no período investigado e "comprovadamente" desviou parte dos valores.

A organização social, aponta a investigação, sequer estava apta a assinar contratos com o governo do estado, já que sua capacitação foi forjada por atestados falsificados.

Loading...
Revisa el siguiente artículo