Covas espera retorno do atendimento presencial de bares e restaurantes na segunda

Medida depende de avanço para 'fase amarela' do Plano São Paulo, que também libera salões de beleza e barbearias

Por Metro Jornal

Os bares e restaurantes da cidade de São Paulo devem voltar a atender o público presencialmente nesta segunda-feira, dia 29, durante 6 horas por dia. Esse é o desejo do prefeito Bruno Covas (PSDB), manifestado numa transmissão pela internet na quarta-feira (25).

O líder do executivo paulistano, que retoma as atividades fora do isolamento após contrair covid-19, afirmou que a reabertura ainda depende do avanço da capital paulista para a chamada "fase amarela" do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena. Esta avaliação é feita pelo governo estadual e seu resultado será anunciado na sexta-feira (26) em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Veja também:
Criança morre baleada por menor aliciado pelo tráfico no Rio de Janeiro
Sindicato de escolas privadas diz não concordar com retorno em setembro

Se liberada a abertura de bares e restaurantes na região, a Prefeitura de São Paulo ainda deverá aprovar protocolos sanitários específicos dos setores para a retomada do atendimento presencial.

A "fase amarela" do Plano São Paulo também permite que salões de beleza e barbearias voltem a funcionar. Segundo apuração da Rádio Bandeirantes, os protocolos para esse setor já estão aprovados e preveem apenas atendimentos com hora marcada, individuais e com distanciamento entre os postos de trabalho.

Loading...
Revisa el siguiente artículo