Recorde de temperatura no Ártico preocupa ONU

Por Metro Jornal

A notícia do registro de temperatura de 38ºC na cidade russa de Verkhoyansk, ao norte do Círculo Polar Ártico,  ligou o alerta vermelho da Organização Meteorológica Mundial (OMM), órgão da ONU.

A medição foi realizada em 21 de junho e deixou toda comunidade científica em alerta por representar um aumento de 18ºC na temperatura média para essa época do ano.

A cidade de Verkhoyansk tem 1,3 mil habitantes e é conhecida pelas temperaturas mais baixas do planeta. No inverno, a região chega a enfrentam 50ºC abaixo de zero. No auge do verão, os termômetros não costumam passar dos 20ºC.

De acordo com cientistas, o Ártico está aquecendo duas vezes mais rápido que a média do planeta e as altas temperaturas registradas neste ano estão derretendo os rios mais cedo do que o usual e parte do permafrost, camada de gelo abaixo da superfície que nunca descongela, liberando gases na atmosfera e acelerando o efeito estufa.

A entidade solicitou que as autoridades russas confirmem oficialmente a informação.

Loading...
Revisa el siguiente artículo