Wassef deixa defesa da família Bolsonaro após Queiroz ser preso em sua casa

Advogado negou que o ex-assessor morava em seu imóvel há mais de um ano; investigação comprova o contrário

Por Metro Jornal

O advogado Frederick Wassef decidiu deixar a defesa da família do presidente Jair Bolsonaro. A informação foi confirmada na internet no domingo (21) pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

O parlamentar disse que a decisão partiu do advogado para não prejudicar o senador ou o presidente. "Por decisão dele e contra a minha vontade, acreditando que está sendo usado para prejudicar a mim e ao presidente Bolsonaro, deixa a causa mesmo ciente de que nada fez de errado", escreveu no Twitter.

Veja também:
Poluição atmosférica pode agravar covid-19, dizem pesquisadores da USP
Home office deve crescer 30% no Brasil e alterar rotina das cidades

Preso na semana passada, o ex-assessor de Flavio, Fabrício Queiroz, acusado de comandar um esquema de rachadinha no gabinete do então deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio, foi localizado na casa de Wassef, em Atibaia, no Interior de São Paulo.

Em entrevista ao canal CNN, o advogado negou que Queiroz morasse na casa há mais de um ano, contradizendo provas e relatos de testemunhas, que comprovam a presença do ex-assessor na casa no período. Wassef também negou que Flávio ou Jair sabiam que o amigo da família Bolsonaro, investigado por envolvimento com a milícia e esquema de rachadinha, estava em seu imóvel.

Dedicado ao agronegócio, canal AgroMais estreia nesta segunda

Com programação 100% voltada ao mundo da agroinformação, canal surge como referência no segmento. Jornalismo especializado e comentaristas do setor fazem parte do conteúdo apresentado

Loading...
Revisa el siguiente artículo