Ex-policial que atirou em Rayshard Brooks é acusado de homicídio culposo

Por Ansa Brasil

O ex-agente policial Garrett Rolfe foi indiciado por 11 crimes, incluindo homicídio culposo, na abordagem e morte de Rayshard Brooks em Atlanta, nos Estados Unidos.

LEIA MAIS:
São Paulo chega a 11.846 mortos por covid-19; veja balanço de quinta

Brooks, um homem negro de 27 anos, foi morto com vários tiros nas costas em um estacionamento de uma rede de lanchonetes. Caso seja condenado por homicídio, Rolfe pode pegar pena de prisão perpétua sem liberdade condicional ou, até mesmo, ser condenado à pena de morte.

O seu colega na abordagem, Devon Brosnan, foi acusado de agressão agravada e violação do juramento por não prestar socorro ao homem ferido mortalmente enquanto ele estava no chão.

"Brooks não era uma ameaça", disse o procurador distrital de Fulton, Paul Howard Jr., ao relatar que Rolfe deu dois tiros nas costas de Brooks e ainda derrubou ele no chão depois de declarar "que havia o acertado".

Loading...
Revisa el siguiente artículo