Senado vai votar PEC de adiamento das eleições municipais

Por Metro Jornal

Uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para adiar as eleições municipais de outubro entrou na pauta do senado nesta quarta-feira (17), após reunião de ontem com líderes da Câmara e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A principal motivação são as dificuldades causadas tanto para o formato do pleito, que pode propiciar contaminação pelo novo coronavírus, quanto os atrasos que a pandemia trouxe às articulações partidárias.

Caso aprovada no Senado, a proposta ainda dependerá do crivo da Câmara dos Deputados. Nas duas casas, a medida encontra oposição principalmente pelos partidos do chamado "centrão", que pedem a prorrogação dos mandados dos atuais gestores municipais.

LEIA MAIS:
Coronavírus: Brasil chega a 955 mil casos totais, com 1.269 novas mortes
Taxa Selic cai para menor patamar da história, a 2,25%

A votação da PEC deve ocorrer em julho. No momento, o primeiro turno das eleições segue marcado para 4 de outubro em todas as cidades do Brasil, enquanto o segundo turno deverá ocorrer em 25 de outubro.

A PEC apresentada pelo senador Randolfe Rodrigues, da Rede, propôe adiar as datas do primeiro e segundo turno para os dias 6 e 20 de dezembro. A data poderá ser alterada no processo; o TSE já sugeriu um período entre 15 de novembro e 20 de dezembro para o pleito.

Loading...
Revisa el siguiente artículo