Amigos ajudaram assassino do ator Rafael Miguel a fugir de São Paulo

Por Metro Jornal

Conversas telefônicas recuperadas por peritos da polícia mostram que Paulo Cupertino Matias, assassino do ator Rafael Miguel e dos pais dele, contou com a ajuda de pelo menos dois amigos durante sua fuga.

Cupertino está foragido desde junho de 2019, quando cometeu o crime por não aceitar o namoro de sua filha, Isabela Tibcherani Matias, com Rafael. Ele atirou 13 vezes contra as vítimas, que estavam desarmadas.

No celular de um dos amigos de Cupertino, apreendido para investigação, os policiais descobriram que ele recebeu R$ 5 mil de ajuda e um carro para fuga. Esse amigo morava na Capital e era dono de uma pizzaria.

Um segundo amigo do assassino, morador de Sorocaba, também teve contato com ele depois do crime. Ele o levou para vários locais e depois à rodoviária de Campinas, onde comprou uma passagem de ônibus para Ponta Porã, divisa de Mato Grosso com o Paraguai. Ele disse que o matador ficou com sua CNH e que ele só ajudou porque se sentiu coagido, já que Cupertino estava armado.

Paulo Cupertino é procurado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Paraná, Goiás, Pará, Maranhão e os países que fazer fronteira com o Brasil.

Loading...
Revisa el siguiente artículo