Em isolamento, Covas usa azitromicina para tratamento da covid-19

Prefeito de São Paulo confirmou diagnóstico no sábado (13) e segue trabalhando de casa

Por Metro Jornal

O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), está usando o antibiótico azitromicina para se tratar da covid-19 – doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). O político revelou no sábado (13) que foi diagnosticado com a doença.

A azitromicina é indicada para infecções respiratórias, como pneumonias, bronquites e sinusites. Não há estudos que comprovem que o uso do medicamento é efetivo contra a doença, mas a substância é considerada mais segura do que a cloroquina ou a hidroxicloroquina. "Lamento que alguns queiram politizar a escolha do medicamento. Faça como eu: Só tome o remédio que o seu médico prescreveu para você", afirmou.

Veja também:
Apoiadores de Bolsonaro são alvos de operação da PF em 6 estados
Deputados fazem nova ‘fiscalização surpresa’ em hospital público

Nas redes sociais, Covas afirmou que continua se sentindo bem, sem dores ou sintomas. O prefeito faz parte do grupo de risco da doença, já que trata um câncer no sistema digestivo.

Apesar disso, o prefeito não se licenciou do cargo, e tem trabalhado de casa, com reuniões e despachos virtuais. A previsão é que ele fique em isolamento até o meio da semana que vem.

Com a confirmação do diagnóstico, Bruno Covas passa a ser um entre 100.627 casos de covid-19 na capital paulista, segundo balanço divulgado na segunda-feira (15). Até o momento, 5.474 pessoas morreram com a doença. Outros 228.568 pessoas foram consideradas suspeitas para a infecção viral, e 4.847 mortes aguardam laudos para confirmação do óbito por covid-19.

Loading...
Revisa el siguiente artículo