28% dos doadores de sangue têm anticorpos para coronavírus no Hemorio

Por Metro Jornal com Agência Brasil

Uma pesquisa do Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti (Hemorio) revelou uma alta na presença de anticorpos para o novo coronavírus no sangue de doadores recebidos no Estado do Rio de Janeiro.

Dados apontam que, dos doadores que visitaram o Hemorio nas últimas duas semanas, 28% tinham anticorpos para o vírus Sars-CoV-2. Anticorpos são agentes produzidos pelo sistema imunológico quando entra em contato com um corpo estranho; neste caso, o próprio vírus.

LEIA MAIS:
Paraguai não tem mortes por covid-19 há mais de um mês
Em São Paulo, covid-19 mata seis pessoas por dia dentro de casa

A partir destas informações, é possível estimar a porcentagem real da população fluminense que foi infectada pelo coronavírus. O diretor do instituto, Luiz Amorim, explica: "“os doadores de sangue podem ser considerados uma população sentinela, que possibilita acompanhar a curva da doença. Surpreendentemente, um número considerável de doadores já tem anticorpos contra o novo coronavírus, o que pode refletir a realidade da população em geral”.

Os doadores são escolhidos aleatoriamente, e seu sangue ajuda a abastecer as emergências de mais de 200 hospitais no Estado. Em abril, apenas 4% dos visitantes do Hemorio possuíam anticorpos para o coronavírus.

No total, 7.286 pessoas já participaram dos testes para a pesquisa. O objetivo é receber outras 3 mil até o fim de julho, e continuar a monitorar as doações até o fim da pandemia.

Loading...
Revisa el siguiente artículo