Covid-19: União Europeia deve barrar brasileiros ao reabrir fronteiras

Por Metro Jornal

A abertura de fronteiras na União Europeia, prevista para julho, deve excluir brasileiros. Isto porque, como critério de controle dos visitantes, aqueles vindos de países mais afetados pela pandemia de coronavírus poderão ser barrados.

Uma lista dos países cujos habitantes poderão entrar no território europeu está sendo elaborada pelo bloco.

LEIA MAIS:
Campeonato Inglês já tem protocolo para retomar partidas na semana que vem
Brasil pode se tornar líder em mortes por coronavírus no final de julho

A norma está presente em documento divulgado pela Comissão Europeia nesta quinta-feira (11), detalhando que viajantes do exterior deverão atender a uma série de especificações para poder entrar em países da UE. Uma delas envolve a tendência atual da curva de contágio no país de origem (se os casos estão diminuindo ou aumentando), o número diário de novos casos, e as políticas nacionais de combate à pandemia.

Tal regra pode impedir brasileiros de entrarem no continente até que a doença seja controlada por aqui. No momento, o país segue registrando uma média superior a mil óbitos diários, totalizando mais de 40 mil mortes decorrentes da covid-19.

Caso se concretize, a restrição à entrada de brasileiros segue a tendência dos Estados Unidos, que impôs a proibição em 24 de maio. O país de Donald Trump restringiu voos vindos do Brasil, barrando tanto brasileiros quanto estrangeiros que estiveram no Brasil recentemente. A medida poupa, no entanto, pessoas com visto de residência permanente nos EUA e familiares de americanos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo