Operação da PF apura fraudes em saques do auxílio emergencial na zona leste de SP

Por Rádio Bandeirantes

A Polícia Federal, em conjunto com a Caixa Econômica Federal e Polícia Militar do Estado de São Paulo, deflagrou uma operação para combater fraudes relativas a saques indevidos do auxílio emergencial nesta quarta-feira (10).  Os crimes teriam sido registrados, principalmente, na zona leste de São Paulo.

Os policiais cumprem 8 mandados de busca e apreensão – 5 em São Paulo e três em Morrinho, Ouixeré e Russas, no Ceará – além de um mandado de prisão temporária na capital paulista. Os investigados responderão por furto qualificado e associação criminosa, podendo pegar até 11 anos de prisão.

Veja também:
Bancos estarão fechados nesta quinta-feira em todo Brasil
Bombeiro é preso acusado de ocultar provas do caso Marielle Franco

A operação foi batizada de "Covideiros". De acordo com a PF, uma associação criminosa faz a clonagem de cartões de beneficiários reais em casas lotéricas do Ceará. Em sequência, são produzidos cartões clonados com tais dados no estado de São Paulo e as senhas vinculadas a eles são recadastradas em lotéricas da zona leste da capital paulista.

Os funcionários dessas casas lotéricas recebem instruções remotamente dos criminosos e ganham parte dos lucros gerados com as fraudes. Assim, os criminosos sacam o dinheiro do auxílio emergencial dos reais beneficiários, que vivem no Ceará.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo