Nova Zelândia zera casos de covid-19 após lockdown e testagem em massa

Por Metro Jornal

O governo neozelandês anunciou, nesta segunda-feira (8), a alta de seu último paciente infectado pelo coronavírus – o que pode significar o fim da transmissão comunitária do vírus no país.

É a primeira vez desde 28 de fevereiro que a Nova Zelândia registra zero casos ativos da covid-19. A partir deste dia, inicia-se uma nova etapa do combate à pandemia, que mantém as fronteiras do país fechadas, porém dispensa medidas restritivas como distanciamento social e uso de máscaras faciais.

LEIA MAIS:
Escolas: data da volta às aulas em São Paulo segue indefinida
São Paulo chega a 9.145 mortes por covid-19; veja balanço de segunda

O diretor-geral do Ministério da Saúde kiwi – como são apelidados os moradores da Nova Zelândia – chamou a conquista de "marco importante em nosso caminho" mas ressaltou a importância de manter a vigilância em todo o território.

O país, chefiado pela primeira-ministra Jacinda Ardern, tem sido um dos mais promissores no combate ao novo coronavírus. Com uma população de cerca de cinco milhões, o Estado neozelandês registrou os primeiros casos da doença em fevereiro. Pouco depois, a premiê ordenou lockdown (restrição mais rígida das atividades econômicas e do ir e vir dos cidadãos).

Além desta medida, as fronteiras nacionais foram fechadas, e o número de testes foi ampliado ao longo do avanço da pandemia. Há 17 dias, a Nova Zelândia não tem novos contágios pelo vírus Sars-CoV-2.

Loading...
Revisa el siguiente artículo