Quer ajudar pessoas em situação de rua em São Paulo? Veja como

Por Metro Jornal

“Mesmo de casa, seu coração aquecido pode aquecer as ruas”, é o que o movimento SP Invisível acredita, principalmente durante situações como a da pandemia da covid-19, que tem ampliado os problemas de populações já vulneráveis. E com a chegada do inverno, se agravam ainda mais as dificuldades dos moradores em situação de rua para se alimentar e se proteger do frio. De acordo com o Censo da População em Situação de Rua de 2019, realizado pela Prefeitura de São Paulo, existem mais de 24 mil pessoas morando nas ruas da capital.

O movimento SP Invisível, criado em  2017, busca humanizar o olhar sobre estas pessoas em situação de rua, e realiza diversas doações no decorrer do ano para ajudá-las. A ação “SP Sem Frio” deste ano está sem a colaboração de voluntários, que não podem ir às ruas devido ao isolamento social. O objetivo é arrecadar o suficiente para distribuir mil kits com roupas e itens de higiene básica para proteger as pessoas do frio e do novo coronavírus.

Diversos outros movimentos e iniciativas também estão se juntando para doar refeições e kits de saúde aos moradores em situação de rua. Um deles é o ZN Solidária, formado por um grupo de amigos que começou a atuar em março, na esteira da crise da covid-19, e hoje já entrega quase quatro mil refeições e cestas básicas à famílias vulneráveis.

Como ajudar

Para ajudar o “SP Sem Frio”, é só acessar o link do Catarse e doar qualquer quantia. Você ainda pode ganhar “recompensas” de acordo com o valor que doa, como um moletom, bolsa e garrafinha. O movimento SP Invisível também  recebe doações durante o ano todo por meio deste link .

O ZN Solidária também aceita doações de qualquer quantia que podem ser feitas acessando uma vaquinha online (https://vakinha.com.br/vaquinha/zn_solidaria-zn_solidaria).

Agasalho por cobertor

Por conta da pandemia, o governo do estado de São Paulo alterou este ano a campanha Inverno Solidário, que em 2020 só aceitará doações de cobertores novos para evitar a disseminação do vírus. A campanha não aceitará roupas nem calçados, para evitar a manipulação de peças usadas.

Todo material recebido será entregue a moradores de rua e entidades sociais, como hospitais e centros de acolhimento. As doações podem ser entregues nas 40 mil caixas espalhadas pelos pontos de coleta em estabelecimentos parceiros do estado e no depósito do Fundo Social (avenida Marechal Mario Guedes, 301, Jaguaré, zona oeste). Doações também podem ser feitas diretamente pela internet pelo site www.invernosolidario.sp.gov.br até o dia 22 de setembro, quando a campanha termina.

Já a Associação Comercial de São Paulo está arrecadando neste inverno roupas e cobertores usados, desde que devidamente limpos. Para doar, basta ir até um dos postos de coleta da associação e deixar as peças em bom estado. Para saber os locais, entre no link.

Loading...
Revisa el siguiente artículo