Itália tem menos de 300 pacientes em UTIs com coronavírus

Por Ansa

A Itália tem 293 pacientes internados em unidades de terapia intensiva para tratamento do novo coronavírus (Sars-CoV-2), informou a Defesa Civil neste sábado (6). São 23 pessoas a menos nas UTIs em comparação com as estatísticas da sexta-feira (05) e 110 das internações ocorrem nos hospitais da região da Lombardia, a mais afetada pela pandemia na Itália.

Já o número de casos ativos – que exclui as curas e as mortes – caiu para 35.877, o menor desde o dia 19 de março. Além dos 293 internados em UTIs, outros 5.002 estão em hospitais e centros médicos e 30.582 cumprem o isolamento obrigatório em suas residências.

Veja também:
Após decisão judicial, ato pró-democracia em São Paulo vai pro largo da Batata
Plataforma grátis incentiva e ajuda na entrada de mulheres na política brasileira

As estatísticas ainda mostram que 1.297 foram curadas da doença, elevando o total de curas para 165.078. Ainda conforme o relatório da Defesa Civil, divulgado pontualmente às 13h (horário de Brasília), são 234.801 os casos confirmados da Covid-19 em todo o território italiano desde o início da crise sanitária, 270 a mais do que constava no boletim de ontem.

Cinco regiões italianas não registraram nenhuma nova contaminação: Campânia, Úmbria, Calábria, Molise e Basilicata. O número de mortes foi de 72, uma leve queda na comparação com o dado da sexta-feira, quando 85 pessoas faleceram. Com isso, o total de óbitos pelo novo coronavírus chegou a 33.846.

A boa notícia é que oito regiões não registraram nenhuma vítima: Trentino-Alto Ádige, Sicília, Friuli Veneza Giulia, Úmbria, Sardenha, Calábria, Molise e Basilicata.

Loading...
Revisa el siguiente artículo