São Paulo registra um caso de feminicídio por dia durante a quarentena

Por Rádio Bandeirantes

Uma mulher foi assassinada por dia no estado de São Paulo durante os dois primeiros meses de pandemia do coronavírus.

Foram registrados 61 feminicídios em março e abril deste ano, 19 a mais que o mesmo período do ano passado – um crescimento de 41%. O índice no estado é quase o dobro da média nacional, que foi de 22%.

Os dados fazem parte da pesquisa “Violência Doméstica Durante a Pandemia de Covid-19”, feita pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Veja também:
‘Não teve paciência para o meu filho’, diz mãe de Miguel sobre empregadora
Com flexibilização, cidade de São Paulo reduz lotação de ônibus

Por outro lado, os registros de lesão corporal em mulheres caíram 21% comparado a 2019. No entanto, o número permanece alto – foram 7.563 agressões. Só no mês de março desse ano, foram feitas 9 mil 817 ligações para o 190 denunciando violência doméstica no estado de São Paulo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo