Famílias de profissionais mortos por covid-19 poderão ser indenizadas no AM

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

Nesta quarta-feira (3), a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM) aprovou projeto que garante R$ 100 mil em indenização a dependentes de profissionais de saúde e segurança mortos pela covid-19. A proposta aguarda sanção do governador Wilson Lima (PSC), o que pode levar até 15 dias.

Até esta sexta-feira (5), o Estado do Amazonas registrou 46.473 casos do novo coronavírus, segundo boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). O número de mortes já chegou a 2.158.

LEIA MAIS:
Trump critica estratégia brasileira de combate ao coronavírus
Crivella defende fim do isolamento social: ‘pessoas estão morrendo de AVC, câncer’

O deputado estadual Delegado Péricles (PSL), autor do projeto, defende a extensão das indenizações para famílias de todo o país.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), 13 profissionais da área de Segurança Pública e 16 de Saúde faleceram em decorrência da covid-19. O texto aprovado exige que o benefício seja repassado aos beneficiários até seis meses após o falecimento.

Em trecho do projeto, o deputado Delegado Péricles cita como eventuais motivos das contaminações o "Poder Público (do Amazonas) não ter sido capaz de oferecer equipamentos de proteção individual em quantidade e qualidade adequadas para todos os trabalhadores da Saúde e profissionais da Segurança Pública, o que apenas ratifica a necessidade de valorizá-los", escreveu.

Loading...
Revisa el siguiente artículo