Governador de Nova York dá razão a manifestantes contra racismo

Por Metro Jornal

O governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, deu razão aos manifestantes que estão causando agitação por todos os Estados Unidos. Apesar de cenas de vandalismo flagradas em alguns dos protestos, classificou-os como “pacíficos”.

Cuomo deu as declarações durante entrevista à imprensa, em que afirmou  que “não há policial nessa nação que defenda o que aconteceu com George Floyd”, afirmou o governador ao mencionar o cidadão negro americano morto asfixiado pela polícia, considerado o estopim pelos manifestantes antirracismo no país.

Como justificativa, o governador diz que reconhece a indignação dos protestantes frente às manifestações e afirma que “a violência e o racismo são acontecimentos sistêmicos dos Estados Unidos que mataram dezenas e dezenas de americanos no país desde Martin Luther King Jr.”

Sobre os protestos ombro a ombro em meio a pandemia de covid-19, Cuomo afirma que é preciso se manifestar com segurança e pede que nova-iorquinos continuem os cuidados de combate ao vírus já que o Sars-Cov-2 continua circulando.

Na mesma entrevista, o governador de NY criticou a iniciativa do presidente Donald Trump ao ameaçar convocar as forças armadas americanas para trazer a “lei e a ordem” e considera errado acionar a força militar por questões políticas.

Sobre os saques nos comércios do país, o governador diz que trata-se de oportunistas que observam a polícia preocupada com os verdadeiros manifestantes e agem de maneira ilegal. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo