Suécia reconhece erros no combate à pandemia: 'poderíamos ter feito mais'

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

O principal estrategista da resposta sueca ao coronavírus reconheceu, nesta quarta-feira (3), erros de abordagem que podem ter custado vidas no país.

LEIA MAIS:
Trabalho remoto é impossível para 77,3% das ocupações no Brasil, diz Ipea
Brasil vai testar vacina para covid-19 desenvolvida no Reino Unido

Apesar de ter números absolutos menores do que epicentros europeus da doença, a Suécia tem a oitava maior taxa de mortalidade pela covid-19 em todo o mundo. Entre 26 de maio e 2 de junho, esta taxa per capita foi a maior no planeta, em 5,29 mortes por milhão.

Em comparação, o Brasil teve 4,34 mortes por milhão de habitantes no mesmo período.

Anders Tegnell, epidemiologista-chefe da Agência de Saúde Pública da Suécia, afirmou que "poderíamos ter feito mais do que fizemos, claramente". Em entrevista à rádio Sveriges, o cientista disse que, "sabendo exatamente o que sabemos hoje, acho que acabaríamos fazendo algo entre o que a Suécia fez e o que o resto do mundo fez."

Loading...
Revisa el siguiente artículo