Famílias de classe alta que receberam auxílio emergencial devem ser processadas, diz economista

Por Metro Jornal com Aqui na Band

Em entrevista ao programa Aqui na Band desta quarta-feira (3), o economista Luís Artur Nogueira falou sobre fraudes ao sistema de cadastro no auxílio emergencial da Caixa Econômica Federal.

“Como é uma auto declaração de renda que você faz no formulário da Caixa, as pessoas mentiram que tinham uma renda pequena e na hora do cruzamento houve alguma falha”, explicou.

LEIA MAIS:
São Paulo tem 8.276 mortes por covid-19; veja balanço de quarta
Brasil vai testar vacina para covid-19 desenvolvida no Reino Unido

Quando há inconsistência nos dados, o cadastro pode ser negado e refeito, ou bloqueado pelo sistema. No entanto, a necessidade de rapidez no processamento dos pedidos pode ter impulsionado tais fraudes.

Nogueira conta que um terço das famílias de classes A e B fraudaram seus dados no cadastro, e destas, 68% tiveram auxílio aprovado e conseguiram receber o benefício. Para o economista, cabe ao governo entrar com ação contra tais famílias. "Isso é fraude, cabe ao governo processar as famílias e obrigá-las a devolver o dinheiro”, opina.

Assista à fala do economista:

Loading...
Revisa el siguiente artículo