República Democrática do Congo enfrenta novo surto do vírus ebola

Por Metro Jornal com Ansa

O governo da República Democrática do Congo (RDC) reconheceu, nesta segunda-feira (1), um novo surto de ebola no noroeste do país. O vírus hoje considerado endêmico da RDC, para o qual já há vacina disponível, é considerado altamente contagioso.

"Quatro pessoas já morreram", afirmou o ministro da Saúde, Eteni Longondo, em coletiva de imprensa. Segundo ele, exames feitos pelo Instituto Nacional de Pesquisa Biomédica na cidade de Mbandaka confirmaram a infecção pelo ebola nas quatro vítimas.

LEIA MAIS:
São Paulo tem 111,3 mil casos confirmados de covid-19, com 7.667 mortes

Histórico
A RDC já enfrenta uma epidemia de ebola na região leste, que contabiliza 2,3 mil mortos desde agosto de 2018, e a pandemia do novo coronavírus, que contaminou cerca de 3,2 mil pessoas e deixou pelo menos 72 vítimas no país.

Se hoje o problema está em maior parte contido entre as bordas congolenses, que compreendem o segundo maior país do continente, sua primeira onda, em 2014, espalhou-se por quase toda a África. Entre 2014 e 2016, o vírus também matou 11,3 mil pessoas, quase todas na Libéria, na Guiné e em Serra Leoa.

Loading...
Revisa el siguiente artículo