'Forças Armadas estão comprometidas com a democracia', diz Gilmar Mendes

Ministro do STF falou sobre o inquérito das fake news e criticou pregação de golpe por 'milicianos políticos'

Por Rádio Bandeirantes

O inquérito das fake news será analisado e legitimado pelo plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) nas próximas semanas. Foi o que afirmou o ministro Gilmar Mendes, entrevistado com exclusividade por José Luiz Datena na Rádio Bandeirantes.

Segundo ele, “milicianos políticos” estão usando “o nome das Forças Armadas em vão” para pregar um golpe. “É uma afronta. O chefe das Forças Armadas tem que repelir isso com veemência”.

Na opinião do ministro do STF, as recentes manifestações pululares pela democracia mostram que não há outra alternativa. Gilmar Mendes entende que o Supremo tem respeitado o devido processo legal e deve tratar de tudo nos altos, sem alimentar discussões públicas.

Veja também:
Bolsonaro pede que seus apoiadores ‘fiquem em casa’ no próximo domingo
Hospital Universitário da USP tem 30% dos leitos desativados

“A gente não deve acender fósforo pra ver se tem gasolina no tanque.” Sem reprimir Celso de Mello pela comparação do momento do Brasil com a Alemanha de Hitler, Gilmar Mendes ressaltou que o decano sempre soube se portar e se conduzir um momentos de tensão.

Na entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes, Gilmar Mendes elogiou o papel da imprensa. “Tempos de crise e notícias falsas revitalizaram a crença na boa imprensa.” O ministro do Supremo foi entrevistado por José Luiz Datena no programa “Manhã Bandeirantes”. Assista:

Loading...
Revisa el siguiente artículo