Doria pede inquérito policial contra Sara Winter por ameaça e difamação

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, deve apresentar ainda nesta segunda-feira (1) uma notícia-crime solicitando instauração de um inquérito policial sobre a militante bolsonarista Sara Winter.

A blogueira também é alvo de operação da Polícia Federal, determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), como parte do inquérito sobre notícias falsas. Depois da ação da PF, Winter gravou um vídeo afirmando que vai "infernizar" a vida do ministro do STF.

LEIA MAIS:
Com pandemia, SP muda campanha do agasalho para receber apenas cobertores novos
Para Moro, Bolsonaro queria rebelião armada contra governos estaduais e municipais

Contra o governador paulista, a militante também distribui uma lista de ofensas em suas redes sociais: "oportunista", "sádico", "covarde", entre outras.

No texto, Doria lista 31 supostos crimes de difamação e um de ameaça. No pedido assinado pelo advogado Fernando José da Costa, há menção ao fato de Sara Fernanda Giromini – o verdadeiro nome de Sara Winter – ser filiada ao DEM, partido do vice governador Rodrigo Garcia.

A notícia-crime ainda aponta uma possível inspiração para o pseudônimo da militante: Sarah Winter Donville Taylor, espiã de Hitler e membra da União Britânica de Fascistas no século XX.

Loading...
Revisa el siguiente artículo