Alesp aprova antecipação de feriado de 9 de julho para segunda

Por Metro Jornal

Após mais de 13 horas do início das discussões, a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) aprovou, na madrugada desta sexta-feira (22), a antecipação do feriado da Revolução Constitucionalista de 9 de julho para segunda-feira (25).

A proposta, enviada pelo governo estadual como Projeto de Lei, começou a ser debatida às 14h30 da quinta (21) e, na votação final, às 3h30, teve 47 votos favoráveis e cinco contrários. O texto deve ser sancionado pelo governador João Doria (PSDB) e publicado na próxima edição do Diário Oficial.

Veja também:
Denúncias trabalhistas agora podem ser feitas pela internet
O trabalhador quer saber: ‘E depois da pandemia, como vai ser?’

VALE BANNER 1500x1250

O objetivo da antecipação do feriado é incentivar o isolamento social como forma de combate à pandemia do novo coronavírus. Como a ideia foi apresentada como um projeto de lei, precisou passar por toda a tramitação na Casa, o que fez com que sua aprovação fosse demorada.

Na cidade de São Paulo, a Câmara Municipal aprovou a antecipação de dois feriados – Corpus Christi e Consciência Negra –, além de um ponto facultativo. Um artigo sobre a mudança foi colocado em um PL que já estava pronto para votação no plenário, o que acelerou o processo.

Com isso, os paulistanos agora terão seis dias de “superferiado”, que começou na quarta-feira (20) e segue até a segunda. Na quarta, a capital registrou índice de isolamento social de 51%. A cidade tem 44.516 casos confirmados de covid-19, com 3.186 óbitos confirmados. Outras 3.485 mortes aguardam resultados de testes e 151.965 pacientes são suspeitos para a doença.

Loading...
Revisa el siguiente artículo