Governo de SP contrata 4,5 mil leitos particulares para pacientes com covid-19

Por Estadão Conteúdo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 20, que o governo fará a contratação de 4 500 leitos de internação da rede privada, dos quais 1.500 são de UTI. Segundo Doria, com a contratação, "São Paulo irá dobrar o número de leitos disponíveis."

Leia mais:
Demitida da Secretaria de Cultura, Regina Duarte agradece ‘presente’ de Bolsonaro
Doria projeta flexibilização da quarentena a partir de 1º de junho
Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o governador afirmou que os leitos deverão estar implantados e operacionalizados em até 21 dias.

De acordo com Doria, o investimento irá totalizar R$ 594 milhões: R$ 432 milhões para a contratação dos leitos de UTI e R$ 162 milhões para os leitos de enfermaria.

Heliópolis

O governador de São Paulo também anunciou nesta quarta a inauguração do novo hospital de campanha em Heliópolis, o quarto a funcionar na capital – além dos hospitais de campanha do Pacaembu, Anhangabaú e Ibirapuera.

A nova unidade irá atender exclusivamente pacientes contaminados pelo novo coronavírus.

Segundo Doria, o hospital de campanha de Heliópolis irá funcionar com capacidade de 200 leitos, dos quais são 148 de enfermaria, 28 de estabilização e 24 de UTI.

O custo de manutenção do hospital será de R$ 30 milhões divididos em 6 meses.

A unidade de campanha irá funcionar no, já estabelecido, Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Dr. Luiz Roberto Barradas Barata.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo