Com aumento da violência, Ministério Público cria site para orientar mulheres em relacionamentos abusivos

Por Metro Jornal

O Ministério Público de São Paulo criou um site para orientar mulheres que vivem relacionamentos abusivos. A iniciativa surgiu após um aumento dos casos de violência contra a mulher durante o isolamento social.

As prisões em flagrante por violência contra a mulher aumentaram 51,4% em março: foram 2500. Já em fevereiro, esse número era de 177. As medidas protetivas de urgência cresceram 29,2% no período, de 1934 para 2500.

O site #NamoroLegal usa a inteligência artificial para falar com as mulheres. Em parceria com a Microsoft, o MP criou a robô Maia (Minha Amiga Inteligência Artificial), que utiliza a tecnologia para conversar com as vítimas sobre relacionamentos.

Veja também:
Vacina contra covid-19 testada em humanos gera resposta segura nos EUA
Doações caem 60% nos bancos de leite materno de São Paulo

“As mulheres jovens são as que mais sofrem. No Brasil, quase metade das mulheres entre 16 e 24 anos sofreram alguma forma de violência em 2018 (Pesquisa Visível e Invisível 2019, Fórum Brasileiro de Segurança Pública)", afirma Valéria Scarance, promotora de Justiça e idealizadora do projeto. "Por esse motivo, a cartilha foi pensada para orientar namoradas ou crushs em situação de risco, mas as dicas servem para qualquer pessoa, de qualquer idade!", completa.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo