Reabertura: Calor convida europeu a sair de casa e ir para a rua

Por Metro Jornal

Em meio à redução de mortes e de novos casos confirmados para a covid-19, países europeus que haviam afrouxado medidas de restrição como combate à pandemia ampliaram ontem mais atividades. Com praias e parques reabertos, a vida normal parece florescer no continente, segundo a agência noticiosa  alemã Deutsche Welle.

Além dos serviços considerados essenciais, como restaurantes e salões de beleza, bares e lojas também foram autorizados a retomar atividades desde que respeitem as orientações sanitárias propostas pelos respectivos estados.

Na Itália, o país que foi brutalmente atingido pela pandemia na Europa e mais de 32 mil pessoas morreram, já é possível realizar viagens pelas regiões. Após dois meses de confinamento, o país espera reabrir academias, cinemas e teatros na próxima semana.

Visitar a basílica de São Pedro, no Vaticano, também está permitido. Após dois meses do inicio da quarentena italiana, o papa Francisco realizou ontem uma missa com cerca de 30 convidados. Ao término da cerimônia, o local foi reaberto a visitantes e recebeu grandes filas, como nos dias anteriores à pandemia. O líder da Igreja Católica respeitou o distanciamento social e relembrou a história de São João Paulo 2º, papa que completaria 100 anos de idade ontem.

Segunda fase

Em cidades da Espanha como Barcelona e Madri – ambas foram as regiões mais atingidas do país –, lojas com menos de 400 metros quadrados poderão receber clientes com hora marcada. A decisão, que começou a valer ontem, também prevê a reabertura de museus. Lojas maiores em regiões menos afetadas pela pandemia estão funcionando normalmente.

Em Portugal, restaurantes e confeitarias reabriram suas portas. Alunos dos últimos dois anos do ensino fundamental voltaram às atividades, assim como as crianças nas creches. O país começou ontem a “segunda fase” de relaxamento de medidas de confinamento.

Crianças na Bélgica que cursam os últimos anos do ensino fundamental voltaram ontem às aulas. O país, que mantém regras rígidas de distanciamento social, permitiu que museus e zoológicos reabrissem as portas para visitantes. A compra de bilhetes, todavia, será exclusivamente pela internet. A medida tem como finalidade evitar filas em horários disputados. Já no esporte, clubes poderão reiniciar os treinos com, no máximo, vinte pessoas por sessão.

Já na Grécia, os alunos do ensino médio puderam voltar às aulas. A Acrópole foi reaberta para visitação. Mais de 500 praias foram liberadas ao público no sábado, em meio a temperaturas de até 34ºC. O governo recomendou, porém, distância mínima de quatro metros entre os guarda-sóis e pelo menos um metro entre as sombras.

Embora a OMS (Organização Mundial de Saúde) tenha alertado a comunidade internacional acerca de reaberturas precoces pelo mundo, chefes de estado no continente europeu têm considerado as novas medidas uma grande conquista frente à pandemia.

Renascimento

Em encontro realizado virtualmente ontem entre o presidente francês Emmanuel Macron e a chanceler alemã Angela Merkel, o francês compartilhou informações ao público de que as medidas de reabertura são parte do “renascimento europeu” frente à pandemia do novo coronavírus e, apesar do grande impacto que o continente sofreu, a partir da solidariedade do povo foi possível retomar atividades

Loading...
Revisa el siguiente artículo