No verão da Europa, turismo será só para europeus

Por Metro Jornal

Depois de enfrentar o pico da pandemia do novo coronavírus, a Europa retomou nas últimas semanas diversos setores econômicos no continente na medida em que as taxas de contágio e mortes têm declinado.

Preocupados também com o turismo, um dos maiores responsáveis pelo faturamento europeu durante o verão, países estabelecem novas regras para a estação.

Restrito a moradores da União Europeia e Reino Unido, alguns países estabeleceram quarentena de 14 dias aos visitantes. Outros permitem a entrada apenas de vizinhos que adotaram medidas semelhantes de restrições. Confira.

Alemanha

Fronteiras com Áustria, Suíça e França foram reabertas, com precauções, no sábado. Até o dia 15 de junho, o país se prepara para relaxar completamente as fronteiras com outros países. Viagens vindas fora da União Europeia ainda não são permitidas.

Áustria

Preocupados com o turismo alpino do país, fronteiras com a Alemanha e Hungria foram liberadas para que os resorts de montanha sejam ocupados pelos vizinhos. Ao emigrar, checagens sanitárias serão aleatoriamente feitas.

Croácia

Turistas da Eslovênia, país que declarou que venceu a pandemia de coronavírus, poderão cruzar as fronteiras. As famosas ilhas do país poderão estar disponíveis aos visitantes alemães em 15 de junho. Os vizinhos eslovenos não serão obrigados a fazer quarentena ao adentrar na Croácia.

Espanha

Mesmo em estado de emergência até 24 de maio, a Espanha decidiu reabrir fronteiras para vizinhos. Será obrigatória a quarentena de 14 dias para quem chegar ao país.

França

Visando à economia, Reino Unido e países que integram o espaço de Schengen poderão circular sem a obrigatoriedade de cumprir quarentena de 14 dias. Praias como a famosa La Baule foram temporariamente reabertas.

Grécia

Com baixas taxas de mortalidade, o país planeja abrir seis pontos ao norte do país para turistas nas próximas semanas.

Itália

Apesar de ser considerado o quinto país mais visitado do mundo, viagens de turismo ainda estão proibidas na Itália, mas hotéis podem continuar suas atividades atendendo a pessoas autorizadas a circular. Bares e restaurantes dentro de hotéis estão autorizados a funcionar, desde que respeitando medidas sanitárias.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo