Clima: Montanhas pelo mundo perderam 78% de sua neve

Por Metro Jornal com Ansa

As superfícies montanhosas por todo o mundo sofreram uma drástica redução em sua quantidade de neve entre os anos de 2000 e 2018. É o que aponta estudo do centro de pesquisas Eurac Research, na Itália.

A pesquisa se baseou em imagens de alta resolução feitas por satélite, e busca montar um quadro mais claro dos efeitos das mudanças climáticas em regiões de montanha.

"Podemos ver, por exemplo, que, em 78% das áreas observadas, a neve diminuiu", disse Claudia Notarnicola, vice-presidente do Instituto de Observação da Terra do Eurac Research e autora do estudo.

"Acima de 4 mil metros de altitude, a maior parte dos parâmetros observados piorou: aumentou a temperatura, diminuiu a extensão da superfície nevada, diminuíram as precipitações, a neve derrete antes", acrescentou.

Uma importante exceção a tal quadro é a Rússia, cujas montanhas viram um aumento na superfície nevada. "Na realidade, isso se deve à elevação das temperaturas, que, mesmo permanecendo abaixo de zero, sobem alguns graus. Em combinação com a umidade do ar, isso favorece a formação de neve", explicou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo