Caixa vai ampliar pausa em financiamento imobiliário para quatro meses, diz Bolsonaro

Por Metro Jornal

A Caixa Econômica Federal vai ampliar para quatro meses o período possível de pausa no pagamento de prestações de financiamentos imobiliários ativos pelo banco público. A informação foi divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro na manhã desta quinta-feira (14), em frente ao Palácio da Alvorada.

A nova carência, de acordo com o presidente, foi decidida em reunião com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Bolsonaro afirmou que 2,3 milhões de clientes com financiamentos da casa própria no banco afirmaram não ter condições de pagar as prestações.

Veja também:
Bolsonaro edita MP que livra agente público de punição no combate ao coronavírus
Depois da Ásia e da Europa, coronavírus castiga América Latina

Inicialmente, foi permitida a pausa do contrato por dois meses. A Caixa Econômica Federal permitiu a interrupção pelo terceiro mês e, agora, vai aumentar para até quatro meses. A medida visa aliviar os gastos pessoais de famílias com financiamentos imobiliários pelo banco durante a pandemia de coronavírus.

Aos jornalistas, Bolsonaro fez uma nova defesa pela reabertura das atividades comerciais. “O Brasil está quebrando”, afirmou. Ao ser questionado sobre as mortes por covid-19, o presidente lamentou, mas afirmou que “vai morrer muito mais se a economia continuar sendo destroçada.”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo